A chegada de novas tecnologias trouxe várias formas de se consumir música. E esse é o desafio - cheio de novas oportunidades - que levou a União Brasileira de Compositores (UBC) a promover um encontro em forma de bate-papo sobre direitos autorais na era digital, principalmente ante as recentes mudanças legislativas. O encontro aconteceu no último 9 de agosto, no Centro Cultural Abrigo dos Bondes, em Niterói (RJ), com a presença da cantora Sandra de Sá, presidente da entidade. Também estavam presentes o diretor-executivo Marcelo Castello Branco e Ronaldo Bastos, Abel Silva e Aloysio Reis, compositores e também diretores da UBC.
O encontro em Niterói integra o ciclo de palestras “Novos Meios, Novos Rumos” e tem por objetivo congregar músicos, intérpretes e compositores diante das transformações que as plataformas digitais impõem à gestão coletiva dos direitos autorais. Foram abordadas também as mudanças na arrecadação e distribuição dos direitos autorais de execução pública, bem como os novos modelos de negócios. Foram discutidos também os impactos da produção musical na economia como um todo. Dados da Confederação Internacional de Sociedades de Autores e Compositores (CISAC) estimam que o segmento da indústria cultural é responsável por 3% do PIB mundial e gera cerca de 29,5 milhões de empregos.
Músicos de Niterói, São Gonçalo e também da Região dos Lagos foram convidados, incluindo o secretário de Cultura de Niterói, Arthur Maia. Os cantores e compositores Byafra, Marcos Sabino, Marcus Lima, Bia Bedran, Mauro Costa Junior, Silvério Pontes entre outros prestigiaram o evento que prestou homenagem ao último presidente da UBC, o compositor Fernando Brant, que faleceu no ano passado. O encontro foi encerrado com uma animada jam session. A UBC adianta que as principais cidades do país vão receber idênticos bate-papos, que já passaram por Salvador, Vitória e São Paulo.
 

Autor: 
Zizi Korel
Publicação da UBC (Facebook)
terça-feira, 16 Agosto, 2016